SETOR PRIMÁRIO PODE SER SAÍDA ECONÔMICA PARA COARI

Pesca de Tambaqui nos rios de Coari
Coari, 23 de maio de 2017
Daniel Maciel Gomes

Não há dúvida que o município de Coari é um município rico. E essa riqueza não está limitada apenas ao que é produzido pela PETROBRÁS em foram de petróleo e gás, mas principalmente pela riqueza de nosso setor primário. Coari é um lugar "farto" dizem nossos ribeirinhos, e a grande prova são os nossos rios com muitas espécies de peixe. Além dos rios são milhares de quilômetros de terra que podem permitir a plantação e a colheita de diversos tipos de culturas. Falta incentivo e investimento no setor primário, para que se torne uma fonte de alternativa econômica para o município.

A partir do momento que houver um incentivo ao setor primário, e um planejamento que permita a produção a médio e a longo prazo, teremos muita geração de emprego e renda e uma mudança na cultura do coariense. Infelizmente, muitos em Coari estão habituados com o clientelismo político, e a dependência de doações da prefeitura ou do "emprego público" como moeda de troca acostumou negativamente, principalmente o ribeirinho que pouco tem produzido e pouco tem sido incentivado à produzir. Com certeza esta é a realidade de muitos municípios amazonenses... Coari não foge à regra.

A própria sede do município, nas estradas e ramais têm um potencial enorme para a agricultura e para a criação de peixe em cativeiro. Se direcionarmos nosso foco para a zona rural veremos que este potencial se agiganta. No entanto, até o momento continuamos dependentes da pequena economia oriunda dos governos federal, estadual e acima de tudo do governo municipal. Esta matriz econômica precisa urgentemente ser revista e os investimentos no setor primário frutos de um planejamento sério e duradouro precisam acontecer com urgência.


Nada melhor que um Tambaqui assado.


Comentários