Header Ads

Felipe Melo é barrado e não joga mais pelo Palmeiras

Acabou a trajetória de Felipe Melo no Palmeiras. Em entrevista coletiva concedida logo após a vitória por 2 a 0 sobre o Avaí, neste sábado, na arena, o técnico Cuca confirmou que o volante não faz mais parte do elenco alviverde. O treinador já havia decidido barrar o jogador do duelo com os catarinenses, na última sexta-feira, quando comunicou o atleta sobre a sua decisão.

 – Sobre o Felipe Melo. É um jogador que ele jogou só em grandes clubes, no Brasil e exterior. Jogou na Seleção, Copa do Mundo, em alto nível em grandes equipes, como está no Palmeiras, em alto nível, é um grande jogador. Natural que este tipo de jogador, com a personalidade grande e forte, não se contente com uma ou outra situação de não estar jogando.

 – Hoje joguei sem volantes. Mas a gente entende que, por tudo que o Felipe significou e significa para o futebol, não tenha o contentamento. Em uma conversa aberta, eu antecipei os problemas e o deixei à vontade para seguir a carreira, a vida dele que vai ser brilhante. Não foi afastado, apenas no que penso de equipe e composição de meio e ataque, como jogo, não encaixa a titularidade dele, a princípio.

– No futuro iria dar problema, não tenho dúvida, ele também não tem. Não é laranja podre, outras coisas que falaram. É um profissional preservado, não tenho nada a falar, mas na filosofia que trabalho hoje, não entendo a titularidade. A decisão foi tomada em conjunto com o Alexandre Mattos e com o presidente – falou Cuca, que havia pedido, no início da entrevista, para não ser questionado sobre o assunto, pois ele se pronunciaria a respeito ao fim dela.

 O Pitbull soma 27 partidas pelo Verdão e dois gols marcados. O contrato dele vai até dezembro de 2019. Com cinco jogados disputados no Brasileirão, ele ainda pode se transferir a outro clube da Série A.

 A declaração de Cuca se deu após o técnico palmeirense ter anunciado ao próprio jogador, na última sexta-feira, que não contava com ele para o duelo com os catarinenses. Posteriormente, a mesma informação foi repassada pelo treinador a todo o grupo, durante reunião que havia sido marcada pelo presidente do clube, Maurício Galiotte, com o intuito de cobrar os atletas. O Verdão, eliminado da Copa do Brasil, vem sofrendo pressão de torcedores e conselheiros para apresentar melhor futebol às vésperas do duelo decisivo com o Barcelona de Guayaquil, no dia 9 de agosto, pelas oitavas de final da Libertadores.

 Cuca já havia reclamado a algumas pessoas no Palmeiras que o volante estava "tumultuando o ambiente". Na sexta, ao falar a sós com o jogador para comunicá-lo sobre o seu afastamento, explicara que havia tentado várias formas de encaixá-lo no time, sem sucesso. Felipe não gostou, mas acatou a decisão e foi para casa. A intenção dele era se reapresentar normalmente na segunda-feira.

 O Pitbull, como era carinhosamente chamado pelos torcedores, tornou-se um dos jogadores do atual elenco mais queridos dos fãs palmeirenses. A principal organizada do clube, aliás, divulgou nota neste sábado na qual cobrava explicações do clube a respeito do caso.

 Felipe Melo ainda não se manifestou sobre o caso. No Twitter, ele apenas havia "dado RT" em seu assessor de imprensa, encaminhando para seus quase dois milhões de seguidores a mensagem que dizia que não havia discutido com Cuca. Neste sábado, após o jogo, ele publicou em seu Instagram uma imagem parabenizando o atacante Deyverson, com a hashtag #avantipalestra.

 Os bastidores

 Cuca e Felipe Melo já vinham se estranhando nos bastidores. O técnico não é fã do estilo de futebol do volante e também não o vê como boa influência para o elenco. Melo, por sua vez, não andava feliz por ser eventualmente colocado na reserva.

 O estopim para a ruptura veio após a eliminação na Copa do Brasil para o Cruzeiro, na quarta-feira. Uma frase atribuída ao volante – "tem sacanagem no time" – chegou aos ouvidos do treinador, que ficou possesso e entendeu que era hora de afastar Felipe Melo. Segundo relato de pessoas presentes na reunião da última sexta-feira, o volante chegou a pedir desculpas pela declaração.

 Felipe Melo foi contratado em janeiro, um mês após a saída de Cuca (o técnico optou por ficar alguns meses sem trabalhar após a conquista do Campeonato Brasileiro). O volante era titular absoluto com Eduardo Baptista, mas, após o retorno de Cuca, chegou a se sentar no banco de reservas em alguns jogos.

Globo Esporte


Nenhum comentário

1. O Blog em Destaque reserva-se o direito de não publicar ou apagar acusações insultuosas, mensagens com palavrões, comentários por ele considerados em desacordo com os assuntos tratados no blog, bem como todas as mensagens de SPAM.

Tecnologia do Blogger.